A Missão de Jesus e a nossa Missão

O ponto de partida mais apropriado para entender a natureza da missão que Deus nos delegou como igreja é a missão que, segundo os quatro evangelhos, Jesus Cristo levou a cabo durante seu ministério terreno. Quais foram suas prioridades? Qual foi sua mensagem? Que elementos incluiu em sua missão? Qual foi sua motivação? As respostas a estas perguntas nos ajudarão a entender um fato fundamental da eclesiologia e missiologia bíblicas: sem desconhecer ou minimizar as grandes diferenças de tempo e espaço entre nós e Jesus, a igreja é chamada a continuar a missão do Senhor ao longo da história até que ele volte. Em termos gerais, o propósito de Deus é que a igreja se constitua em uma comunidade de testemunhas de Jesus Cristo. Isto, no entanto, significa muito mais do que “dar testemunho” verbal sobre ele; significa ser e viver como ele.

A missão da igreja é inseparável da missão de seu Senhor não só porque a igreja pertence a ele, mas também porque a vocação da igreja é que a Palavra que no primeiro século se fez carne e viveu entre nós (João 1.14) continue manifestando sua presença na sociedade no século 21 por meio dela.

Se a igreja quer ser fiel ao seu chamado de prolongar a missão de Jesus Cristo ao longo da história, toda ela e, mais ainda, seus líderes, não podem esquivar-se do sacrifício que implica seguir o caminho de Jesus como o Servo sofredor do Senhor.

Texto: René Padilla
Tradução: Wagner Guimarães
Fonte: Revista Ultimato
Imagem: Projeto AMIGOS na entrega de bíblias no trânsito de Olinda, PE

Anúncios

Fique a vontade para deixar seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s