Como fazer novos discípulos para Cristo?

Leia com atenção o seguinte fragmento do Evangelho de Mateus, capítulo 28, versículos 18 a 20:

Então Jesus aproximou-se dos seus discípulos e disse: “Toda a autoridade no céu e na terra foi entregue a mim. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e ensinando esses novos discípulos a obedecerem a todas as ordens que eu lhes dei. E tenham certeza disto: Eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (NBV).

O texto acima, conhecido como “A Grande Comissão”, revela o chamado de Deus a todo cristão. Anunciar a boa nova do Evangelho a toda criatura deve ser prática constante no dia a dia daqueles que conheceram a maravilhosa graça do Criador, desfrutam da salvação em Cristo e da esperança da vida eterna.

Façam discípulos! – Esse é um detalhe importante no texto, o qual nos leva à reflexão. Afinal, o que é um discípulo?

Tal termo refere-se a um estudante, seguidor ou aprendiz, um aluno ou pessoa que recebe instrução de alguém, geralmente um mestre. Ser discípulo de Jesus Cristo, no entanto, é ouvi-lo, imitá-lo e aprender a partir de seu exemplo. Postura que provoca mudanças significativas na vida daquele que crê.   

Francis Chan e Mark Beuving, em seu livro Multiplique: Discípulos que fazem discípulos, resumem bem essa transformação que acontece quando nos rendemos a Cristo, ao afirmarem que o conceito de discípulo afeta tudo, pois passamos a ser como ele é. Este é o ponto central quando o assunto é ser discípulo de Jesus: nós o imitamos, damos continuidade ao seu ministério e, nesse processo, nos tornamos iguais ao mestre.

Isso nos leva ao exame acerca de nossa postura, exemplo e esforços, se eles estão de fato influenciando positivamente a vida das pessoas ao nosso redor. O cuidado com nossas motivações e o zelo pelo próximo se traduzem em ações concretas. Uma das piores coisas que podemos fazer é ensinar verdades que não praticamos. Nós chamamos isso de hipocrisia, e é a crítica mais comum que os cristãos recebem em nosso país, dizem Francis e Mark. Para eles, na prática de fazer discípulos, o amor deve estar em primeiro lugar.  

Diante disso, vale dedicar um tempo para as seguintes questões:

Como está o nosso exemplo como Igreja e como discípulos do Salvador? Será que as pessoas conseguem ver a Jesus em nossas ações? Realmente refletimos seu amor, sua Graça, sua justiça e perdão em nossa vida diária? Atraímos ou repelimos as pessoas? Estamos, verdadeiramente, sendo sal e luz do mundo?

Que todos nós, ao sairmos pelo mundo para anunciar as novas de salvação, possamos dizer assim como o Apóstolo Paulo: “Continuem a pôr em prática tudo quanto aprenderam, receberam, ouviram de mim e me viram fazer, e o Deus de paz estará com vocês”. (Filipenses 4.9, NBV)

Que nosso cristianismo esteja atrelado a uma vida que reflita a presença de Jesus, que de fato atraia novos discípulos ao Salvador. 

Fonte: Mundo Cristão

Anúncios

Fique a vontade para deixar seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s