Projeto AMIGOS

Somos um grupo de voluntários com o propósito de reunir pessoas envolvidas com a obra missionária, visando à promoção de ações sociais.

Caçadores de almas perdidas

em 11 de fevereiro de 2015

Certo dia, durante a caminhada de oração encontramos, próximo a um supermercado, um garoto deitado na rua. Resolvemos tirá-lo da rua, uma vez que estava chovendo. Ele estava muito sujo e drogado, tinha 8 anos de idade e me pediu biscoito e Danone. O Radical Brasil Geilton abraçou e beijou aquela criança, naquele momento soou em meu coração: Dai-lhes vós de comer. Foi quando percebi que o alimento seria uma ferramenta no período em que eles estivessem lúcidos, ou quase lúcidos. Percebi que essa era a ordem de Deus. Nos reunimos em oração e saímos às ruas com as sacolas cheias de pães. Comecei acordando a primeira pessoa na rua, dei o pão e falei do amor de Deus e todo o grupo começou a fazer o mesmo. As pessoas começaram a falar umas para as outras: “são os amarelinhos que estão aqui para nos abençoar”. Depois na praça Júlio Prestes celebrávamos ao Senhor com gratidão e louvor.

Nesse mesmo período, a polícia estava agindo nas ruas e praças com muita intensidade e muitos se refugiaram na favela do Moinho no centro de São Paulo. Fomos para lá também, nos dividíamos em grupos com trabalho com crianças, cortando cabelo e realizando estudos bíblicos, recebendo o reforço da Trans Paulista.

Certo dia quando chegávamos à favela fomos confrontados com um pelotão de policiais que estavam na revista à procura de alguém ou de drogas. Fomos enquadrados também. Um garoto do grupo foi levado para junto do pessoal enquadrado na revista de drogas. Os policiais armados cercaram tudo. Ficamos sem ação, fomos colocados num barraco e, quando o grupo queria se desesperar, pedi para todos orarem, cada um de uma vez. Quando acabaram nada tinha mudado. Então pedi para cantar e quando começamos a cantar “Como Zaqueu” toda a favela estava cantando também e formou um grande coral a Deus e o lugar foi movido pela glória de Deus e todos foram liberados.

A mão de Deus estava sobre nós e vimos a sua glória. Ao sair dali uma garota se aproximou e pediu ajuda para largar as drogas. Era a Geisa, tão debilitada e triste e sem esperança. Fiz o convite para ela aceitar a Cristo e orei por ela. Fui embora pensando como poderia pagar uma clínica de recuperação para aquela jovem, quando encontrei uma mulher de fibra, Dra. Valdelice (Val) presidente Associação Centro de São Paulo, que adotou a Geisa me dando o dinheiro na mesma hora. No dia 6 de agosto de 2009 nós a internamos na casa de recuperação Desafio Jovem. Foi um milagre de Deus. Depois internamos a Emma, Fabrício, Marcelo, Célio, Rodrigo, Índio, Jarbas e outros.

Geisa passou seis meses na casa de recuperação e desde dezembro está morando conosco no projeto. No dia 27 de dezembro se batizou e confirmou sua decisão. Atualmente ela ajuda no projeto como um agente multiplicador das bênçãos de Deus para alcançar outros, não só ela como o Célio e o Rodrigo que também são frutos do trabalho.

A Tenda da Paz é uma das estratégias usadas neste trabalho. Armamos tendas na Praça Júlio Prestes às quartas-feiras e às sextas-feiras na praça Coração de Jesus: cortamos cabelo trabalhando com baixa autoestima, fazemos estudos bíblicos, abordamos com evangelismo, celebramos ao Senhor, oramos pelas pessoas, atendemos mães que passam com fotos de seus filhos procurando nas ruas, trabalhamos com as crianças que passam nas praças, encaminhamos para internação e fazemos tudo que está ao nosso alcance. Certo dia um deles me chamou e disse: “Irmã, vocês são os caçadores de almas perdidas!” Eu louvo a Deus porque ele conseguiu fazer essa leitura nossa.

Soraya Machado
Missionária na Missão Batista Cristolândia, SP

Fonte: Missões Nacionais

Anúncios

Uma resposta para “Caçadores de almas perdidas

  1. Juci Assunção da Silva disse:

    Isso é Deus operando na vida das pessoas através daqueles que se dispõem a cumprir o Ide de Jesus

    Curtir

Fique a vontade para deixar seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: